• Equipe sim

O que é um endereço IP?

Você já parou para pensar sobre como o seu computador ou smartphone consegue acessar páginas na web? Ou, na empresa em que você trabalha, como o seu PC se comunica com a máquina de alguém em outro andar? Isso é possível porque cada dispositivo conectado à internet possui um endereço único: o IP.



Planos de internet 100% Fibra Óptica em Florianópolis a partir de R$99,90/mês.



Neste artigo, explicamos para que serve e como funciona um endereço IP. Se preferir, você pode acessar diretamente um dos tópicos a seguir:


- O que é um endereço IP?

- Classes de endereços IP

- Endereços IP privados

- IP fixo ou IP dinâmico?

- IPv4 x IPv6

- Segurança de endereços IP



O que é um endereço IP?

Um endereço IP é um endereço exclusivo que identifica um dispositivo na Internet ou em uma rede local, permitindo que as informações sejam enviadas entre dispositivos em uma rede. O nome vem do inglês "Internet Protocol" (protocolo de rede) que consiste em um conjunto de regras que regem o formato de dados enviados pela Internet ou por uma rede local. É formado por uma sequência de números composta por 32 bits dividido por pontos em quatro partes, por exemplo: 157.240.22.35.



A divisão de um IP em quatro partes facilita a organização da rede, da mesma forma que a divisão do seu endereço em cidade, bairro, CEP, número, etc, torna possível a organização das casas da região onde você mora.



Classes de endereços IP

Como a internet é uma rede global, cada dispositivo conectado nela precisa ter um endereço único. O mesmo vale para uma rede local: nesta, cada dispositivo conectado deve receber um endereço exclusivo.


Para que seja possível utilizar os IPs na Internet e também em uma mesma rede local, é necessário separá-los em três classes principais e mais duas complementares. São elas:


Classe A: 0.0.0.0 até 127.255.255.255, usados em locais onde são necessárias poucas redes, mas uma grande quantidade de máquinas nelas;


Classe B: 128.0.0.0 até 191.255.255.255, para casos em que a quantidade de redes é equivalente ou semelhante ao número de dispositivos;


Classe C: 192.0.0.0 até 223.255.255.255, usados em locais que requerem grande quantidade de redes, mas com poucos dispositivos em cada uma;


Classe D: 224.0.0.0 até 239.255.255.255, usada para a propagação de pacotes especiais para a comunicação entre os dispositivos; e


Classe E: 240.0.0.0 até 255.255.255.255, reservada para aplicações futuras ou experimentais.


Também há vários blocos de endereços reservados para fins especiais. Por exemplo, quando o endereço começa com 127, geralmente indica uma rede "falsa", isto é, utilizada apenas para testes. No caso do endereço 127.0.0.1, este normalmente se refere ao próprio dispositivo, ou seja, ao próprio host (localhost).



Endereços IP privados

Todo dispositivo que se conecta à rede de Internet tem um endereço IP privado. Isso inclui computadores, smartphones e tablets, além de qualquer dispositivo habilitado com Bluetooth, como alto-falantes, impressoras e TVs smart.


Há conjuntos de endereços das classes A, B e C que são privados, ou seja, eles não podem ser usados na internet porque foram reservados para aplicações locais. São estes:


- Classe A: 10.0.0.0 à 10.255.255.255;

- Classe B: 172.16.0.0 à 172.31.255.255;

- Classe C: 192.168.0.0 à 192.168.255.255.



IP fixo e IP dinâmico?

Você já deve ter ouvido falar desses termos. O IP fixo (ou IP estático) é um endereço atribuído permanentemente a um dispositivo, ou seja, mesmo que ele seja desconectado voltará à mesma rede mais tarde. O IP só deixa de ser fixo se for mudado manualmente ou em algum procedimento específico. Geralmente usados por empresas, pois seus sites e aplicativos web devem poder ser acessados confiavelmente o tempo todo.



Jogue online com IP fixo, rotas internacionais e VLAN especial. Contrate o plano Gamer Extreme agora mesmo.



Já o IP dinâmico é um endereço atribuído a um dispositivo no momento de conexão à rede. Cada vez que houver uma nova conexão, o roteador irá atribuir ao dispositivo qualquer IP que estiver disponível, ou seja, não reservará a ele um endereço exclusivo. O método mais utilizado na distribuição de IPs dinâmicos é o protocolo DHCP (Dynamic Host Configuration Protocol).



IPv4 x IPv6

Até agora falamos sobre o padrão IPv4 (IP interno) que estabelece uma conexão local, responsável pela comunicação entre aparelhos de uma mesma rede.


Há um formato mais recente, conhecido como IPv6 (IP externo), que cada vez ganha mais espaço. Até um passado recente, a gente só conectava notebooks ou desktops às redes de nossas casas. Hoje, conectamos também smartphones, smartwatches (relógios inteligentes), tablets, TVs e por aí vai. A tendência é a de que, com a Internet das Coisas, praticamente todos os dispositivos do lar estejam online.


Mas há um problema: o número de IPs disponíveis não dá conta de tantas conexões. A solução está no IPv6, que identifica os dispositivos na rede mundial de computadores, identificando a origem de cada ação realizada na internet.


É uma especificação capaz de suportar até 340.282.366.920.938.463.463.374.607.431.768.211.456 endereços. Isso mesmo, não erramos! É um número absurdamente alto. Os endereços IPv6 são representados por 8 grupos de 4 dígitos hexadecimais, com os grupos separados por dois pontos, por exemplo: 2620:0aba2:0d01:2042:0100:8c4d:d370:72b4.



Além do IP, você quer descobrir o melhor plano de internet? Conheça nossos planos de internet 100% fibra óptica!



O IPv6 garante roteamento mais eficiente, melhor processamento de pacotes, fluxo de dados diretos, configuração de rede simplificada, suporte para novos serviços e melhoria da segurança. Por exemplo: se alguém comete um crime cibernético, mesmo que utilizando uma janela anônima de navegação, é possível chegar ao computador do criminoso com o rastreamento de IP.



Segurança de endereços IP

Você deve proteger seu endereço IP da mesma forma que seu endereço residencial.

Proteger seu endereço IP é um aspecto crucial na segurança de sua identidade online, pois criminosos podem tentar tirar proveito de você de várias maneiras, seja para baixar conteúdo ilegal, rastrear seu endereço residencial, espionar seu tráfego privado de internet ou atacá-lo diretamente.


Fique tranquilo que com a sim.digital, a sua conexão está protegida com os últimos protocolos de segurança criptográficos. De qualquer forma, vale a pena proteger sua privacidade de outras formas:

  • Você pode alterar as configurações de privacidade em aplicativos de mensagens;

  • Criar senhas seguras e exclusivas;

  • Ficar alerta quanto a e-mails de phishing e conteúdos mal-intencionados;

  • Manter o seu antivírus sempre atualizado.


Como você leu acima, a Internet precisa de um meio de distinguir diferentes computadores, roteadores e sites, garantindo que todas as informações cheguem ao destino certo. Por isso, o endereço IP é importante.